30 de dezembro de 2011

O Medo do Amor.



Medo de amar? Parece absurdo, com tantos outros medos que temos que enfrentar: medo da violência, medo da inadimplência, e a não menos temida solidão, que é o que nos faz buscar relacionamentos. Mas absurdo ou não, o medo de amar se instala entre as nossas vértebras e a gente sabe por quê.

O amor, tão nobre, tão denso, tão intenso, acaba. Rasga a gente por dentro, faz um corte profundo que vai do peito até a virilha, o amor se encerra bruscamente porque de repente uma terceira pessoa surgiu ou simplesmente porque não há mais interesse ou atração, sei lá, vá saber o que interrompe um sentimento, é mistério indecifrável. Mas o amor termina, mal-agradecido, termina, e termina só de um lado, nunca se encerra em dois corações ao mesmo tempo, desacelera um antes do outro, e vai um pouco de dor pra cada canto. Dói em quem tomou a iniciativa de romper, porque romper não é fácil, quebrar rotinas é sempre traumático. Além do amor existe a amizade que permanece e a presença com que se acostuma, romper um amor não é bobagem, é fato de grande responsabilidade, é uma ferida que se abre no corpo do outro, no afeto do outro, e em si próprio, ainda que com menos gravidade.

E ter o amor rejeitado, nem se fala, é fratura exposta, definhamos em público, encolhemos a alma, quase desejamos uma violência qualquer vinda da rua para esquecermos dessa violência vinda do tempo gasto e vivido, esse assalto em que nos roubaram tudo, o amor e o que vem com ele, confiança e estabilidade. Sem o amor, nada resta, a crença se desfaz, o romantismo perde o sentido, músicas idiotas nos fazem chorar dentro do carro.

Passa a dor do amor, vem a trégua, o coração limpo de novo, os olhos novamente secos, a boca vazia. Nada de bom está acontecendo, mas também nada de ruim. Um novo amor? Nem pensar. Medo, respondemos.

Que corajosos somos nós, que apesar de um medo tão justificado, amamos outra vez e todas as vezes que o amor nos chama, fingindo um pouco de resistência mas sabendo que para sempre é impossível recusá-lo.

-Martha Medeiros

25 de dezembro de 2011

Então, não perca seu tempo comigo....

Eu não sou um corpo que você achou na noite. 
Eu não sou uma boca que precisa ser beijada por outra qualquer.
Eu não preciso do seu dinheiro.
Muito menos do seu carro.
Mas, talvez, eu precise dos seus braços fortes. Das suas mãos quentes.
Do seu colo pra eu me deitar. Do seu conselho quando meu lado menina não souber o que fazer do meu futuro.
Eu não vou te pedir nada. Não vou te cobrar aquilo que você não pode me dar.
Mas uma coisa, eu exijo.
Quando estiver comigo, seja todo você. Corpo e alma. Às vezes, mais alma. Às vezes, mais corpo.
Mas, por favor, não me apareça pela metade. Não me venha com falsas promessas.
Eu não me iludo com presentes caros.
Não, eu não estou à venda. Eu não quero saber onde você mora. Desde que você saiba o caminho da minha casa.
Eu não quero saber quanto você ganha. Quero saber se ganha o dia quando está comigo.


Ou me quer e vem,...

....ou não me quer e não vem.
Mas me diga logo pra que eu possa desocupar o coração.
Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida. E não darei.
Não é mais possível.
Não vou me alimentar de ilusões.
Prefiro reconhecer com o máximo de tranquilidade possível que estou só,
do que ficar a mercê de visitas adiadas e encontros transferidos.
-  Caio  F. Abreu

8 de dezembro de 2011

Aprendi...

Aprendi que o amor chega na hora exata.
Que a maturidade vem aos poucos.
Que família é tudo.
Que amigos bons e sinceros são poucos.
Que cuidar da sua vida é sempre a melhor opção.
Que dias melhores sempre virão.
Que na vida, nem tudo vale a pena.
E principalmente que minha felicidade depende das escolhas que eu faço.(...)
Nesta vida nada se leva.. Só se deixa...
Então, deixe o teu melhor sorriso.. Teu maior abraço.. Tua mellhor história.. Tua melhor intenção.. Toda a sua compreensão..
E de sua amizade... A maior porção!

27 de novembro de 2011

Slash



Enfim terminei de ler Slash! Recomendo mesmo!
Eu sempre fui fã do Guns como milhares, mas eu gostava mesmo do Axl.
Agora mudou, sou fã do Slash.
O livro do começo ao fim é intenso.
Tenho que confessar que tive pesadelos, noites sem dormir.
Noites que não consegui largar o livro de tão interessante que tava.

Separei uns trechinhos:
"Achei que não existisse nada melhor que sexo, até que toquei guitarra."
"Um palco cheio de instrumentos a espera de uma banda é algo excitante para mim."
"O tempo é um catalisador de mudanças tão poderoso... Nunca se sabe como almas gêmeas acabarão ou se tornarão a se ver algum dia."
"Você não pode ficar a espera de que o destino lhe dê o que acha que merece; tem de conquistar isso."
"Não se tem uma segunda chance muitas vezes; corre-se o risco de que seja a ultima algum dia."


Pra quem não sabia assim como eu, Saul "Slash" Hudson é britânico. ^^
Finalizando eu amei..

24 de novembro de 2011

Prefiro a ilusão


Mas se eu tivesse continuado, teria sido diferente?
Melhor interromper o processo no meio quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais - porque ir em frente??
Não há sentido! Melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido na gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia, qualquer coisa que depois de muito tempo, a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê.
Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada seja áspero como um tempo perdido.
Eu prefiro viver a ilusão do quase, quando estou "quase" certa que desisitindo naquele momento vou levar comigo uma coisa bonita.
Quando eu "quase" tenho certeza que se insistir naquilo vai me fazer sofrer, que insistir pode não terminar da melhor maneira, que pode ter dado certo, que com a certeza de ter acabado em dor.
Talvez medo, covardia, loucura quem sabe.

11 de novembro de 2011

Talvez


Talvez um dia tu vai se perguntar onde esta aquela garota, que gostava de chorar??
Talvez essa garota não gostasse de chorar. Mas gostasse de você.
Talvez quando ela deita em sua cama; um rio de lágrimas escorra sobre seu travesseiro.
Talvez nunca tenha te esquecido apenas tentou viver sem ter você.
Um dia a gente aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi quebrado.
O mundo não pára, para que você o concerte.
A gente aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma ao invés de esperar que alguém lhe traga flores..
A gente aprende que realmente pode suportar que realmente é forte.
E que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais
E que realmente a vida tem valor e que vc tem valor diante a vida..
Nossas dúvidas são traidoras se nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar.
Se não fosse o medo de tentar!!!!

19 de outubro de 2011

Ou alguém duvida que o universo traz aquilo que desejamos?


ELE anda cansado das baladas e dos casos furtivos sem sentimentos. Aprendeu a gostar da própria companhia, sem precisar estar em uma turma de amigos todos os sábados. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que traga um sabor doce às suas manhãs, que seja a melhor companhia para olhar a lua. Que ele possa exibir os seus dons na cozinha e o seu conhecimento em vinhos, só para ela.
Quer uma mulher que ele reconheça pelo cheiro dos cabelos, pelo toque dos dedos, pela gargalhada que vai ecoar pela casa transformando um domingo sem graça, no melhor dia da semana. Quer viver uma paixão tranqüila e turbulenta de desejos… quer ter para quem voltar depois de estar com os amigos, sem precisar ficar “caçando” companhias vazias e encontros efêmeros. Quer deitar no tapete da sala e ficar observando enquanto ela, de short jeans, camiseta e um rabo de cavalo, lê um livro no sofá, quer deitar na cama desejando que ela saia do banho com uma lingerie de tirar o fôlego.
Quer brincar de guerra de travesseiros, até que o perdedor vá até a cozinha pegar água. Quer o poder que nenhum dos seus super heróis da infância tiveram… o poder de amar sem medo, sem perigo e sem ir embora no dia seguinte.
Quer provar que pode fazer essa mulher feliz!

ELA quase deixou de acreditar que seria possível ter vontade de se envolver novamente. Foram tantas dores, finais, recomeços e frustrações que pensou em seguir sozinha para não mais se machucar. Então percebeu que a vida de solteira já não está fazendo tanto sentido. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que possa acordá-la com um abraço que fará o seu dia feliz, quer um homem que ela possa cuidar e amar sem receios de que está sendo enganada. Quer a alegria dos finais de semana juntinhos, as expectativas dos planos construídos, o grito de “gol” estremecendo a casa quando o time dele estiver ganhando… a cumplicidade em dividir os segredos.
Quer observá-lo sem camisa, lendo o jornal na varanda… quer reclamar da bagunça no banheiro, rindo e gritando quando ele revidar puxando-a para o chuveiro, completamente vestida.
Quer a certeza de abrir a porta de casa e saber que mesmo ele não estando, chegará a qualquer momento trazendo o brigadeiro da doceria que ela gosta tanto. Quer beijar, cheirar, morder, beliscar e apertar para ter certeza que a felicidade está ali mesmo… materializada nele.
Quer provar que pode fazer esse homem feliz!

ELES estão por aí… sonhando um com o outro… talvez ainda nem se conheçam… mas é só uma questão de tempo, até o destino unir essas vidas que se complementam e estão ávidas para amar e fazer o outro feliz.
Ou alguém duvida que o universo traz aquilo que desejamos?



3 de outubro de 2011

Guns n' Roses

E quem é que perdeu o tão esperado show do Rock in Rio ontem?
Eu, é que não!! E por conta disso to muuuuito cansada, com muito sono. #ValeuAPena
De início ele chegou atrasado no Brasil, não estava presente na passagem de som..
Um pouco fora de forma, se formos compará-lo a década de 90. 
O Axl como todos já esperavam se atrasou para começar o show,
mais precisamente 1:35 hrs, foi pouco,
porque segundo a biografia do Slash (que começarei a ler hoje, hahaha), ou ele se atrazava 3 horas,
ou ele não aparecia, ou ele saia no meio do show e ia embora. :/
Então posso dizer o que? Que foi um Maravilhoso Show.
Com uma Setlist enorme de quase 40 músicas o publico delirou.
Mas ele só cantou: 18.
Chinese Democracy
Welcome To The Jungle
It's So Easy
Mr. Brownstone
Sorry
Live And Let Die
Rocket Queen
This I Love
Sweet Child O'Mine
Estranged
Better
Streets of Dreams
You Could Be Mine
November Rain
Knocking On Heavens Door
Nightrain
Patience
Paradise City
Só?? Não né? Tá ótimo!!
Por causa da insistente chuva que caia no RJ, Axl entrou com uma horrorosa capa amarela.
E foi motivo de muitas piadas em todas os sites de relacionamentos.
Mas o que prevaleceu nos TT's do Twitter foi a hashtag "O Axl". :D
Ele não cantou todas as músicas, mas cantou as melhores, deixando de fora apenas: Don't Cry.
Ele saio do palco umas 3 ou 4 vezes, para trocar de bandana, chapéu e óculos.
O Guitarrista Richard Fortus achou que era o Slash, com direito a cartola e cigarro no canto da boca.
Ou será que foi exigência de Axl com saudades do velho amigo?
Ele que se arriscou a tocar no meio do público, sob chuva, no corredor de metal que liga o palco Mundo ao PA do festival, escorregou na volta ao tablado. Caiu, mas não perdeu a pose.
Não posso deixar de citar a música Estranged que ele nao cantava num show a 18 anos.   o.O
Não é minha preferida, mas é muito linda, e quem é que não lembra do clip,
que ele gastou horrores pra fazer?
Fotos do show
E na hora em que eu disse que ele não cantaria Patience (minha preferida),
porque ele não ia conseguir assobiar a introdução ele me surpreendeu.
E pra finalizar: Deu um show cantando Paradise City.
É verdade, ele estava cansado, mas quem é que liga?
Eu tenho que falar: Eu amo o Axl, mas o Guns nunca mais será o mesmo.
Antes existia amor no que eles faziam, hoje são só negócios.


Mas mesmo assim, a galera foi a loucura e lotou a cidade do Rock.
E digo mais em 2013 estarei lá e espero que Axl com, ou sem Guns também esteje.

17 de setembro de 2011

Alguns dias

Alguns dias são mais difíceis que os outros...
Alguns dias eu não consigo sequer pensar...
Alguns dias eu não consigo dormir...
Alguns dias eu não quero deixar minha cama...
Alguns dias eu tenho vontade de desistir...
Alguns dias são bons...
Alguns dias eu choro...
Alguns dias eu sinto muito a sua falta...
Alguns dias eu preciso fingir sorrisos...
Alguns dias começam bem...
Alguns dias eu quase me sinto feliz de novo...
Alguns dias eu só desejo que o dia termine bem...


3 de agosto de 2011

Amy

É já fazem 11 dias que ela se foi.
É verão. Durante a noite a lua estará em seu quarto minguante no Atlântico Norte. Brilhará, ainda que a temperatura tenha caído. Talvez o vento sudoeste que flanasse a 8 km por hora fosse o suficiente para dar arranque nalgum moinho e talvez isso gerasse energia para alguém em algum lugar. Talvez folhas rodopiassem num canto qualquer fazendo com ele uma valsa, uma reza, um pedido. Talvez pequenos blocos de átomos se movimentassem num jogo de agregar e desagregar moléculas. Não importa. Fechando os olhos parece ser possível escutar um canto que vem da alma. Com todo o drama que pode haver em almas. Talvez fosse uma canção Soul, que ironicamente, significa alma. Um gênero de música que nasceu do rhythm and blues e do gospeldurante o final de 1950 e início de 1960. Talvez. Não importa. Talvez tenha escolhido o gênero pela imensidão que ele carrega. E conjugou em si todo o desejo pulsante que flui com a melodia. Torvelinho de caos e dores. E fez isso em primeira pessoa. Nem era preciso ver para sentir. Bastava fechar os olhos e escutá-la. Escutar sua voz e letra. Voz e mensagem. A emotividade contida em meio aos ornamentos e aos improvisos. Surpresa e suspensão. Contágio. Musa e mulher. Diva de pés descalços sobre um tanto de angústia e apelo. Interpretação dramática e genuína que nascia de um viver com intensidade. Com excessos correlatos ou não. Um vivenciar de corpo inteiro. Como quem está no mundo e suplica a transposição e a transvaloração das coisas. De zero a 1000 em vinte e sete anos, se uma vida pode, de algum modo, ser medida desse modo ou de um modo qualquer. Não desejava medidas. Desejava a intensidade.  Em alta velocidade desenhou sua história para agora dar sua graça noutras paragens. Teria sentido desabrochar um desejo de inverter o estado das coisas?  Um sopro de sobrevida antes da palavra calar? Antes de a boca fechar? Ninguém saberá. Não bastasse a intensidade da interpretação, escrevia as letras das canções. Escrevia pungências. Tinha coisas para dizer e disse em meio ao vermelho sempre misturado. Sempre como pano de fundo. Até o final. Gostava muito da música Monkey Man, de Frederick Hibbert: .
Nunca vi você, só ouvi de você. Abraçando o grande homem macaco. É mentira sua, é mentira sua. Abraçando o grande homem macaco. Agora eu sei disso, agora eu compreendo. Abraçando o grande homem macaco. la la la, la la”.Cantava em quase todos os shows. Um gosto que talvez falasse dela. Um gosto permeado de estranhezas e com um tom muito familiar. Não importa. Cada olhar para ela desperta os mais diversos estranhamentos. Olhares diversos e, igualmente, de uma estranheza familiar. Não importa, ou pelo menos, não importa mais.
A temperatura varia entre 16 e 18 graus. O céu é nublado e a umidade está em 64%.
A despeito da previsão de sol entre nuvens para o domingo, é sábado e ela morre dentro de seu quarto.

Texto de Clotilde Zingali Jornal AN

21 de julho de 2011

Questões do Coração.

Questões do coração é um livro. De Emily Giffin.
Ela tem uma facilidade de escrever.. Fazendo nos interessar muito rápido pela história.
Você tem a impressão de que tudo ali é verdade.
É tudo tão intenso e tem uma certa delicadeza nas palavras usadas.
A história conta sobre a vida de Tessa. ela é muito bem casada com Nick, um renomado cirurgião plástico pediátrico.
E também da vida de Valerie, uma mãe solteira quase que por escolha própria.
A única coisa em comum que as duas tem é o amor pelos filhos. Incondicional.
Até que a vida das duas se cruzam de uma forma que que ninguém poderia imaginar.
Comecei a ler faz dois dias e já estou apaixonada pela história.
Junto com o livro veio um encarte com o 1º capitulo de "ame o que é seu" também da Emily Giffin.
Eu li e quero! Que dúvida...
Mas isso vai gerar um outro post. hehe  ;)
Fiquem todos com Deus!

17 de junho de 2011

Esmalte Novo

Oii..
Hoje to falando sobre uma cor de esmalte que eu criei.
Quem nunca fez isso?
Isso mesmo. Não tá autenticado ainda, mas foi eu quem criei.
Isso foi ontem de noite.
Cheguei da Pizzaria, e não tava com sono. ai resolvi pintar as unhas.
Mas a cor que eu queria tava acabando não ia dar. =/
Ai misturei. ficou lindo né?? Cor da moda.





Essas são as cores que usei. Todos da Risqué.

Queria essa cor mas, tava acabando.


Só esse rosa é muito claro.


E esse obsessão também tava acabando. ↑
No final ficou um Charminho Lilás mais escuros com os brilhos do Renda Charmosa.


Eu amei. ♥ 
Mude, invente, renove! Você pode.  :D

9 de junho de 2011

Sofrer

Sofrer é fingir uma felicidade ilusória.
É ter um amor platônico.
É ser injustiçado.
Sofrer é querer gritar para o mundo inteiro que você ama uma pessoa,
mas nunca falou antes porque tem medo de perder sua amizade. 
Sofrer é repartir um pão com toda a família.
Sofrer é recorrer a um passado cheio de tristeza, para ver qual é o pior, o passado ou o presente.
Sofrer é não viver!


8 de junho de 2011

Tatuagem.

Oii...
To louca pra fazer outra tattoo.
Na verdade eu tenho que cobrir uma que fiz na adolescência, não é nada de nome de namorado gente!
É só porque fiz em casa e ficou feia mesmo. Como dizem tatuagem de cadeia.
Bom pra cobrir essa estive pensando muito no que fazer em cima e acho
 que quero uma flor. Pensei em uma flor de Lótus:

E é mais ou menos no mesmo lugar... :)
Pesquisando tatuagens na net, achei várias de fãs que tatuam seus personagens preferidos.
Que também são meus... hehe


Sweeny Todd - O Barbeiro demoníaco da rua Fleet.
Essa eu não faria, Personagem muito sombrio, mas que ficou legal isso ninguém pode discordar.


Edward Mãos de Tesoura um Clássico da Sessão da Tarde.
Eu Adoro... ♥
Mas também não faria.


Quem não assistiu ou leu Alice no pais das Maravilhas...
O Chapeleiro maluco é uma graça.
Fala com a língua presa, na tattoo só faltou os dentes separados.

  
Willy Wonka o chocolateiro mais excêntrico que já existiu.
Muito divertido, mas também perverso.
A tattoo também ficou legal mas ele não tem olho claro.


O Querido e amado Capital Jack Sparrow.
Essa é uma tatuagem que com certeza eu faria.
E como ele costuma dizer: Você irá se lembrar desse dia como o dia que você tatuou o Capital Jack Sparrow.  hahaha Vicio.


Já deu pra perceber que sou A-PAI-XO-NA-DA pelo Johnny Depp, né?
Eu o acho um excelente ator. Niver dele é pertinho dia 09/06..
Charmoso, um gato! Mas outro dia posto sobre ele, com fotos MARA,
hoje vai ficar só para as tatuagens mesmo.
Se vocês tiverem mais alguma idéia de tattoo pra mim me mande.
Beeijos'

1 de junho de 2011

Junho

 O mês mais aguardado pelos casais de plantão..

Mas também tem:
8 de Junho dia do Oceanógrafo (profissão que queria seguir)
12 de Junho dia do Correio Aéreo Nacional.
18 de Junho dia do Químico. (Para Jéssica Cristina)
E na também mês das Festas Juninas...
Pinhão, Quentão, Maça do Amor, Correio do Amor, Pipoca, Quadrilha etc...
É inverno.. Frio...
Daqui a 30 dias estaremos na metade do ano.
Em 21 de Junho ou próximo a este dia, o Sol atinge o ponto mais ao norte em sua trajetória pelo céu.
É o começo do verão no hemisfério norte e do inverno no hemisfério sul.

Eu não vejo a hora de chegar dia 12 e ver o que meu notebook tem pra me dar de presente.
kkk

30 de maio de 2011

Oprah Winfrey

Quem nunca ouviu falar nela? ↓


Apesar da vida difícil, Oprah sempre se dedicou aos estudos e aos 13 anos
ganhou uma bolsa de estudos na Nicolet High School,
uma das melhores escolas públicas do Wisconsin.
Depois de anos de abuso, Oprah fugiu de casa.
Aos 14 anos, já longe de casa, Oprah ficou grávida, porém o filho morreu logo após o nascimento.
Oprah foi morar com o pai em Nashville no Tennessee.
Oprah se tornou cada vez mais dedicada e popular entre os colegas de escola
chegando a ser votada uma vez como a Garota mais Legal da Escola.
Com 17 anos ela ganhou um Concurso de Beleza.
A escolha de Oprah pela mídia não surpreendeu sua família, em especial sua avó, que dizia que
Oprah tinha o dom de falar em público.
Oprah posteriormente reconheceu a influência da sua avó,
dizendo que ela sempre a incentivou a falar em público
"deu-me uma imagem positiva de mim mesma".
Oprah por 25 anos foi apresentadora de um dos maiores programas de auditório.
Até em alguns programas de televisão ela foi citada como:
Todo mundo odeia o Chris. ↓

Sem dúvidas, momentos marcantes foram o que não faltaram na carreira dessa apresentadora
 que foi escolhida como uma das mulheres mais influentes do mundo.
Além disso, se manteve quatro anos consecutivos em primeiro lugar
como a pessoa mais poderosa no mundo do entretenimento pela revista “Forbes”.
A fortuna da apresentadora está avaliada em U$ 2,4 bilhões.
Michael  Jackson foi o primeiro entrevistado que teve grande repercussão
na carreira de Oprah Winfrey.
Além disso, esta foi a primeira vez que o cantor abriu sua mansão
para um programa de televisão.
Isso aconteceu em 1993, seis anos após a estreia da apresentadora na TV.
Ano passado ela entrou de novo na mansão, mas pra entrevistar
os filhos e os pais depois da tragédia que foi a morte do cantor.
Anos passado a apresentadora deu a cada pessoa do auditório um New Beetle de Natal.
E olha que foram 275 pessoas!
Seu ultimo programa tem data prevista para 10 de Junho aqui no Brasil.
Terá um episódio sem convidados para que Oprah possa se despedir e dizer tudo o que quer aos fãs.
"Vocês e este programa têm sido o grande amor de minha vida"
disse as lágrimas.
Oprah comprou uma rede de canal e decidiu ficar por traz das câmeras e abandonar a
profissão de apresentadora.

Oprah Winfrey construiu uma história de sucesso na televisão americana e promete deixar saudades aos milhões de telespectadores. De qualquer forma, boa sorte para a mulher mais admirada do mundo.
Ela merece!

28 de maio de 2011

28 de Maio


28 de Maio mais um dia no ano.
É o 148º dia do ano no calendário gregoriano (149º em anos bissextos).
Faltam 217 dias para acabar o ano.
O anjo do dia é Yabamiah.
Em 1985 nascia a cantora norte-americana Colbie Caillat.


Em 1988 nascia minha amiga

♥ Tatiane Schneider ♥

Um momento especial de renovação para sua alma e seu espírito, porque Deus, na sua infinita sabedoria, deu à natureza, a capacidade de desabrochar a cada nova estação e a nós
capacidade de recomeçar a cada ano.
Desejo a você, um ano cheio de amor e de alegrias.
Afinal fazer aniversário é ter a chance de fazer novos amigos, ajudar mais pessoas, aprender e ensinar novas lições, vivenciar outras dores e suportar velhos problemas.
Sorrir novos motivos e chorar outros, porque, amar o próximo é dar mais amparo,
orar mais e agradecer mais vezes.
Fazer Aniversário é amadurecer um pouco mais e olhar a vida como uma dádiva de Deus.
É ser grato, reconhecido, forte, destemido.
É ser rima, é ser verso, é ver Deus no universo;
Parabéns a você nesse dia tão grandioso
.


Quero que saibas que eu te desejo tudo de melhor nessa vida.
Que não importa o quão distante estamos você sempre será
minha Pikurrucha.
Te amo infinitamente sem porque!
Pra amar não precisa ter PORQUE.
felicidades.

25 de maio de 2011

Imagine Só!

Eu comprei ontem um filme com esse nome ↑... Com Eddie Murphy.
É uma comédia pra toda família, eu ri muito... As comédias dele são sempre pra se rir muito.
A menina que faz o filme com ele (Yara Shahidi) é uma graça, principalmente na parte em que ele ensina ela a cantar.

Bom o filme se passa todo em volta de um cobertor (BETOR),

no qual Evan Danielson acredita que tem poderes mágicos e que lhe ajudam no trabalho.
Só vendo pra Crer!

 Sem contar que só assim pra ele se aproximar da filha.
Vale muito a pena!