18 de agosto de 2012

Sirius

Tenho um gato e dei o nome de Sirius, porque?
Porque gosto muito de Harry Potter, e acho o padrinho dele extremamente lindo e fiel.

Sirius é o nome dado a uma constelação de Órion. Na mitologia grega Órion (que era cego), era acompanhado por um grande cão negro de nome Sirius. (SEIRIOUS, GREGO = QUEIMAR.)


31 de julho de 2012

Dia de Chuva!


Quem pensa que o SOL é a pura felicidade, nunca dançou na CHUVA!

:D



19 de julho de 2012

E se...



Eu gosto de pensar que é verdade. Mas tudo no mundo parece tão completamente aleatório. E se uma pequena coisa que eu tivesse dito ou feito pudesse fazer tudo desmoronar? E se eu tivesse escolhido outra vida para mim? Ou outra pessoa? Talvez nunca nos encontrássemos. E se tivesse sido criada de modo diferente? E se a minha mãe nunca adoecesse? E se eu realmente tivesse um bom pai? E se…
Sua vida é um benção. Aceite isso. Não importa quão ferrada ou sofrida pareça ser. Algumas coisas irão acontecer como se estivessem destinadas a acontecer. Como se fosse destino.

-Grey's Anatomy

2 de julho de 2012

3 anos! =(

Hoje, pela madrugada, faz 3 anos que o telefone tocava e eu sabia que as notícias não seriam boas.
Ligavam do hospital, pedindo para que alguém parente próximo estivesse presente. Eles nunca dizem o que realmente é pelo telefone. Mas no fundo eu já sabia.
Um dia antes quando fui visitar minha linda mãezinha, entrei chorando e sai chorando daquele hospital, fui trabalhar, cheguei em casa depois da meia noite como de costume, dormi umas 2 horas e meia no máximo e o telefone tocou, não lembro quem atendeu, mas lembro que minha cunhada pediu pra que meu irmão não me chamasse, porque eu tava cansada, mas imagina?? Na mesma hora eu já estava em pé. (Lágrimas)
Fui chorando no caminho até o hospital. Chegando lá, o médico disse que fizeram todo o possível, mas que o coração dela estava fraco demais e não resistiu.
Meu mundo inteiro desabou, tudo que fazia sentido deixou de fazer!
Toda a felicidade do mundo deixou de existir.
Eu imagino que exista uma dor maior do que perder a mãe ou pai. A dor de perder um filho!
Não as desejo pra ninguém!!!  =(



Minha mãe se foi em 02/07/2009. Nunca me senti tão triste. Deixei meu corpo enquanto chorava. Eu murmurava: "Ó, Deus, como pode minha mãezinha ter morrido? Deus, ó, Deus, por favor, Deus!". Eu chorava enquanto minha mãe estava lá estendida. Abraçava-a e a tocava. Cada um de nós ficou lá sentado com ela. Fiquei com ela depois que sua alma já havia abandonado seu corpo, falei com ela e lhe contei coisas que nunca lhe havia falado. Sentia que ainda estava lá. Sabia que podia ouvir o que estava dizendo. E a sentia ali tanto quanto estava presente antes.
Uma coisa é certa, a gente nunca estará preparado para perder alguém.
Sei que o tempo cura muitas feridas. Mas as cicatrizes nos servem para lembrar o motivo pelo qual,  algum dia,  fomos machucados no corpo e na alma. E posso dizer que hoje me sinto machucado por sua ausência.



Da sua filha desmiolada. Saudades eternas mãe. Te amo.  :'(

28 de junho de 2012

Irmão

Eu to assistido Grey's Anatomy e ontem uma cena me chamou a atenção.


“Seja legal com seus irmãos.

Eles são a melhor ponte com o seu passado e possivelmente quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.”
 


O Barulho na minha cabeça te incomoda?


Bom, com um título desse, você fica com muita curiosidade.
E foi isso que aconteceu comigo. Eu passava na frente das livrarias lia, e falava eu quero comprar esse livro, deve ser fantástico. E é... Do começo ao fim.
Steven Tyler é surreal, divertido ao extremo, um genio.
Eu nunca fui muito fã do Aerosmith, gosto das músicas mais tocadas como todos.
Mas agora posso dizer q sou fã do Steven Tallarico  =D  Yeaaaah!!
Eu me pareço com ele, parece que ás vezes entendo as aflições que ele passou, algumas dores são iguais, talvez por ele ser de áries como eu. Por ele ter perdido a mãe...


Citações:
"Mas acabei de perceber por que caras como eu se tornam rabugentos... O mundo está indo pro inferno numa bandeja, todo mundo virou de barriga pra cima e se rendeu e desistiu, e não há mais beisebol à tarde."

"Na minha primeira reunião do AA, olhei em volta e me senti imediatamente em casa. Eram feitas sessões de imagens dirigidas. As sessões duravam cerca de 1 hora. Como isso é agradável! As pessoas costumam balançar de trás para frente enquanto visualizam essas imagens.
Como descrever a cor púrpura - suco de uva talvez. Qual é o gosto da cor preta? Alcaçuz, suponho. Estou tentando pensar numa cor que não possa associar com nada que tenha um bom gosto. Laranja: laranjas. Amarelo: bananas. Como você descreveria o gosto do rosa? Rosa... xoxota! É isso que faço com as canções. Navego por imagens. Às vezes, acho que a sobriedade me deixou muito chato, mas você tem de lembrar que, tomando drogas, está apenas girando em sua própria cabeça... perdido em seu próprio Ki-suco, sabe como é? Perdido em seu próprio Ki-suco, cara, porém sem saber qual é o sabor."

"E mesmo se ele (Frank Zapppa) nunca tivesse tomado nenhuma droga (no sentido litera;, cheirar, fumar, ou engolir), ele sentia amor. Amor é uma droga. Frank sentia dor, angústia e tristeza, e tudo isso é um tipo de droga. Na verdade quando você morre de medo, seu corpo libera drogas -endorfina e adrenalina-; é só olha a estrutura molecular da adrenalina. Está muito perto do que é feita a cocaína. As endorfinas- muito próximas da heroína."

"Quando somos jovens, experimentamos tudo pela primeira vez, e como isso acontece de forma natural, simplesmente acontece... e você consegue encontrar uma forma de sair disso. Já quando você chega à meia-idade passa a questionar tudo e a gastar muita energia tentanto encontrar os porquês de tudo. Quer encontrar aquele anjo das tempestades que vai apagar seu fogo interno. Começa a acreditar que conseguiu passar por seis décadas que realmente tem um anjo em seu ombro. É por isso que sou compositor - porque vivi as mudanças de não saber NADA... para saber TUDO... e agora, aos sessenta e três, estou de volta ao ponto de NÃO SABER NADA. E quando sua mente está livre do chamado conhecimento, está livre para usar a imaginação. Como Albert Einstein disse uma vez: "A imaginação é mais importante do que o conhecimento"."

"Depois que terminarem este livro, todos os leitores estarão diplomados em psicofarmacologia."

Diferentes de todos na banda, a música preferida de Steven é "Drean on", e também virou a minha.


"Dream On eu escrevi aos dezessete anos, e às vezes ainda me sinto como aquele garoto que se transformou neste homem de sessenta. A voz parece ótima, porém, aí vêm meus pés, meus joelhos e minha garganta. Mas, quando subo ao palco, algo milagroso acontece. Saio em turnê e depois de um mês me transformo na porra do Peter Pan. A banda me traz felicidade, e então ganho asas de novo. É minha fonte da juventude. E os exercícios m deixam tão forte que volto ao vinte anos. E não é que me sinta assim, é que sou assim."

Eu poderia citar várias coisas aqui, mas ai o post ficaria cansativo...  =/
Finalizando amei o livro, amei conhecer o Steven Tallarico, e recomendo...  :P

20 de junho de 2012

I'm

Estava afim de escrever algo de verdade, algo que viesse de mim...
As coisas que as pessoas não veem.

Eu sou uma pessoa bem confusa e quem não é?
Só tenho certeza de duas coisas na Vida.
1ª - Eu quero ser FELIZ!
2ª - Um dia eu irei morrer.
Tenho medo e receios, mas mesmo assim as pessoas que me conhecem me veem como
uma mulher batalhadora, corajosa.
Aquela que não tem medo de arriscar, aquela que sempre se permitiu a viver.
Aquela que se entrega de verdade, e que depois sofre e chora...
Mas logo esquece e continua a caminhada.
Alguns me veem como a dramáticAXL.. (trocadilho que amo)
Outros como a sem noção...
E sou tudo isso! :D
Mas só nós sabemos o que se passa por dentro da nossa cabeça.
E é nesses dias de tristeza, solidão, confusão que você se apega em quem você realmente é.
Tem aquele amigo que te conhece, te enxerga além do que está sendo mostrado.
Tem aquele que tem medo de te dizer as verdades. (Não é meu caso.)
Tem aquele que existe só pra afastar as tristezas de você. Estar ao lado desse amigo pode ser o melhor remédio.

Eu aprendi a viver com cada um desses tipos de pessoas.
E sei que compartilhamos os mesmos medos, as mesmas fraquezas, uns mais que outros.
Tenho errado constantemente em minha vida.
Não sou uma pessoa fácil de conviver, mas sou uma pessoa fácil de gostar.
Me decepciono todo dia com alguma coisa ou alguém.
Quero coisas que sei que não posso ter, ou que não preciso.
Amo morar sozinha e ser independente.
Mas me sinto sozinha.
Me falta algo... E por mais que eu procure não consigo achar.
Choro sempre que posso, parece um alivio...
Existem pessoas que amo tanto que esse amor não consegue sair da boca pra fora.
Ele só continua crescendo dentro de mim... (o que já não é tao ruim assim.)
Tem muitas outras coisas sobre mim... Mas se for dito tudo de uma só vez, ninguém vai mais querer me conhecer. ^^

29 de maio de 2012

Luto

De acordo com Elisabeth Kubler-Ross,
quando estamos morrendo, ou sofremos uma perda catastrófica, passamos por 5 estágios de luto.
Passamos pela negação. A perda é tão inconcebível que não acreditamos nela.
Ficamos bravos com todo mundo. Bravos com os sobreviventes, bravos conosco, e então barganhamos.
Nós suplicamos, imploramos, oferecemos tudo o que temos, oferecemos nossas almas,
em troca de apenas mais um dia.
Quando a barganha falha, e a raiva é demais para persistir, ficamos deprimidos, desesperados, até que finalmente aceitamos que todo o possível foi feito, e desistimos.
Desistimos e tentamos aceitar.
Na vida nos ensinam como combater a morte, e nenhuma que nos ensine a continuar vivendo.

O dicionário define luto como um sofrimento mental ou stress por aflição ou perda,
Na vida, definições estritas raramente são válidas.
Na vida, o luto pode ser várias coisas que atenuem o sofrimento.
Luto deve ser algo que todos temos em comum, mas parece diferente em todos.
Não é só pela morte que temos que sofrer. É pela vida. Pelas perdas. Pelas mudanças.
E quando imaginamos por que alguma vezes é tão ruim, por que dói tanto, temos que nos lembrar que pode mudar instantaneamente.
Quando dói tanto que não se pode respirar, é assim que você sobrevive.
Se lembrando desse dia, de alguma forma, impossivelmente, não se sentirá assim. Não vai doer tanto.
O luto vem em seu próprio tempo para todos. À sua própria maneira.
O melhor que podemos fazer, o melhor que qualquer um pode fazer, é tentar ser honesto.
A parte ruim, a pior parte do luto, é que não se pode controlá-lo.
O melhor que podemos fazer é tentar nos permitir senti-lo, quando ele vem.
E deixar para lá quando podemos.
A pior parte é que no momento que você acha que superou, começa tudo de novo.
E sempre, toda vez, ele tira o seu fôlego.
 Há cinco estágios de luto. São diferentes em todos nós, mas sempre há cinco.
Negação.
Raiva.
Barganha.
Depressão.
Aceitação.

Grey's Anatomy

15 de maio de 2012

Medo?

Ninguém tem medo de altura.  
•Tem medo de cair.













Ninguém tem medo de escuro.  
•Tem medo do que está nele.












Ninguém tem medo de dizer: "Eu te Amo". 
•Tem medo da resposta. 

Desejo que você estivesse aqui.

“Todos temos direito a pelo menos um desejo por ano, quando sopramos as velas do nosso aniversário.
Alguns ousam desejar de outros jeitos… Com cílios… Fontes… Estrelas cadentes.
E uma vez ou outra… Um dos desejos se realizam.
E depois? É tão bom quanto esperávamos?
Ou deitamos no calor de nossa felicidade?
Ou… Lembramos que temos uma lista de desejos esperando?



Não desejamos coisas fáceis. Desejamos coisas grandes… Coisas ambiciosas…
Fora do alcance. Desejamos porque queremos ajuda… E estamos assustados…
E sabemos que talvez pedimos demais…
E ainda desejamos… Porque… as vezes…eles se realizam.”

Grey's Anatomy

14 de maio de 2012

Dormir é fácil pra você?

“Quando você é criança, a noite é assustadora.
Porque existem monstros escondidos debaixo da cama.
Quando você cresce os monstros são diferentes.
Desconfiança…solidão…arrependimento.
E embora você seja mais velho e mais sábio, você ainda se vê com medo do escuro.
Dormir…é a coisa mais fácil de se fazer. Você só…fecha os olhos.
Mas para muitos de nós, dormir parece estar fora de nossa compreensão.
Nós queremos, mas…não sabemos como conseguir.
Mas, uma vez que enfrentamos os nossos demônios…os nossos medos.
E pedimos ajuda uns aos outros…
A noite não é tão assustadora assim porque nós percebemos que não estamos totalmente sozinhos na escuridão.”

Grey's Anatomy

12 de maio de 2012

Homem Ideal

Como seria um homem ideal?
Quando a mulher pensa em um homem ideal,
vem logo a ideia de que ele tem que ser lindo e atraente,
não é mesmo?
Mas nem todas pensam assim.
Eu por exemplo sou um pouco mais humilde.
Vou mostrar do que se trata. =]


Ele teria que ser durão como o Alex Karev.

Sedutor como Tony Stark.

Engraçado como Dean Winchester.

Todo perfeito como o Aidan Shaw.

Ter o sorriso do Deny Duquette.



Astuto como Cap. Jack Sparrow.

Ironico como Charlie Harper.

Ter o olhar do Myles Kennedy.

Leal como Rony Weasley.

Corajoso como Wolverine.

Atraente como Edward Cullen.

Não precisa saber cozinhar.
Beeem humilde, né?
^^














Nykaella Sheila de Souza 
Jéssica Cristina de Souza

23 de abril de 2012

Pense!


Deficiente é quem não consegue modificar a sua vida, aceitando as imposições dos outros e da sociedade,
ignorando que é dono do seu destino; 

Louco é quem não procura ser feliz com o que possui;
Cego é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria e só têm olhos para seus míseros problemas.

                                                                                                                                                                                              - Mario Quintana



14 de março de 2012

Qual sua tribo?

Existe um velho provérbio que diz que você não pode escolher sua família.
Você aceita o que o destino lhe der.
E, gostando deles ou não, amando-os ou não, compreendendo-os ou não...
...a gente dá um jeito.
Mas há também a teoria de que a família que você nasce é simplesmente um ponto de partida.
Eles te alimentam e te vestem e cuidam de você até você estar pronto para sair pelo mundo...
...e encontrar a sua tribo.

-Meredith Grey (Grey's Anatomy)

13 de março de 2012

Encarar.


Às vezes a realidade tem um jeito de se esgueirar e nos morder o calcanhar.
E quando a represa explode, só nos resta nadar.
O mundo do fingimento é uma gaiola, não um casulo.
Só conseguimos nos enganar por um tempo.
Nós nos cansamos, nós temos medo, e negar não muda a verdade.
Mais cedo ou mais tarde temos que parar de negar e encarar o mundo.
Com nossas armas em punho.
A negação não é uma possa d'água, é um oceano enorme.
Então o que que a gente faz pra não se afogar?


-Meredith Grey (Grey's Anatomy)

9 de março de 2012

Mulheres...


Mulher não desiste, se cansa.
A gente tem essa coisa de ir até o fim, esgotar todas as possibilidades, pagar pra ver.
A gente paga mesmo. 
Paga caro, com juros e até parcelado. Mas não tem preço sair de cabeça erguida, sem culpa, sem ‘e se’!
A gente completa o percurso e às vezes fica até andando em círculos, mas quando a gente muda de caminho, meu amigo, é fim de jogo pra você.
Enquanto a gente enche o saco com ciúmes e saudade, para de reclamar e agradece a Deus! 
Porque no dia que a gente aceitar tranquilamente te dividir com o mundo, a gente não ficou mais compreensiva, a gente parou de se importar, já era.
Quem ama, cuida! E a gente cuida até demais, mas dar sem receber é caridade, não carinho!
E estamos numa relação, não numa sessão espírita. 
A gente entende e respeita seu jeito, desde que você supra pelo menos o mínimo das nossas necessidades, principalmente emocionais, porque carne tem em qualquer esquina.
Tati Bernardi.

25 de fevereiro de 2012

Lições

"Bobiou, dançou."
Não podemos dizer que não fomos avisados.
Todos conhecemos os ditados, ouvimos os filósofos.
Ouvimos os avisos dos nossos avós sobre o tempo perdido, ouvimos os malditos poetas nos mandando aproveitar ao máximo.
Mas ainda assim  às vezes nós pagamos pra ver.
Temos que errar pra aprender.
Temos que aprendermos as lições.
Temos que varrer a possibilidade de hoje pra debaixo do tapete de amanha, até não podermos mais.
Até finalmente entendermos o que Bejamin Franklin quis dizer:
'Ter certeza é melhor que imaginar, acordar é melhor que dormir, e mesmo o maior fracasso, mesmo o maior e incontornável erro é melhor do que nunca tentar.'



-Grey's Anatomy 1ª Temp. Ep. 06

12 de fevereiro de 2012

Mais Melhor

Oooi?  :]
Então eu estou de férias.
E isso tem sido tão bom.
Não tenho saído muito, mas tenho descansado bastante, o que já é muuuito bom.
Esse final de semana eu fui para Blumenau, ver minha melhor amiga Pathy.
E foi maravilhoso.
Jogamos boliche, fomos ao shopping, almoçamos fora, assistimos filme,
e também teve aquela parte em que não fizemos nada e foi genial.
É tão bom saber que nada mudou.
Amiga eu te amo. ♥

8 de fevereiro de 2012

Férias


Chegou o verão!

Verão também é sinônimo de pouca roupa e muito chifre, pouca cintura
e muita gordura, pouco trabalho e muita micose.

Verão é picolé de Kisuco no palito reciclado, é milho cozido na água
da torneira, é coco verde aberto pra comer a gosminha branca.

Verão é prisão de ventre de uma semana e pé inchado que não entra no
tênis.

Mas o principal ponto do verão é.... A praia!

Ah, como é bela a praia.

Os cachorros fazem cocô e as crianças pegam pra fazer coleção.

Os casais jogam frescobol e acertam a bolinha na cabeça das véias.

Os jovens de jet ski atropelam os surfistas, que por sua vez, miram a
prancha pra abrir a cabeça dos banhistas.

O melhor programa pra quem vai à praia é chegar bem cedo, antes do
sorveteiro, quando o sol ainda está fraco e as famílias estão
chegando.

Muito bonito ver aquelas pessoas carregando vinte cadeiras, três
geladeiras de isopor, cinco guarda-sóis, raquete, frango, farofa,
toalha, bola, balde, chapéu e prancha, acreditando que estão de
férias.

Em menos de cinqüenta minutos, todos já estão instalados, besuntados
e prontos pra enterrar a avó na areia.

E as crianças? Ah, que gracinhas! Os bebês chorando de desidratação,
as crianças pequenas se socando por uma conchinha do mar, os
adolescentes com fone de ouvindo enquanto dormem.

As mulheres também têm muita diversão na praia, como buscar o filho
afogado e caminhar vinte quilômetros pra encontrar o outro pé do
chinelo.

Já os homens ficam com as tarefas mais chatas, como furar a areia pra
fincar o cabo do guarda-sol.

É mais fácil achar petróleo do que conseguir fazer o guarda-sol ficar
em pé.

Mas tudo isso não conta, diante da alegria, da felicidade, da
maravilha que é entrar no mar!

Aquela água tão cristalina, que dá pra ver os cardumes de latinha de
cerveja no fundo.

Aquela sensação de boiar na salmoura como um pepino em conserva.

Depois de um belo banho de mar, com o rego cheio de sal e a periquita
cheia de areia, vem àquela vontade de fritar na chapa.

A gente abre a esteira velha, com o cheiro de velório de bode, bota o
chapéu, os óculos escuros e puxa um ronco bacaninha.

Isso é paz, isso é amor, isso é o absurdo do calor!!!!!

Mas, claro, tudo tem seu lado bom.

E à noite o sol vai embora.

Todo mundo volta pra casa tostado e vermelho como mortadela, toma
banho e deixa o sabonete cheio de areia pro próximo.

O shampoo acaba e a gente acaba lavando a cabeça com qualquer coisa,
desde creme de barbear até desinfetante de privada.

As toalhas, com aquele cheirinho de mofo que só a casa da praia
oferece.

Aí, uma bela macarronada pra entupir o bucho e uma dormidinha na rede
pra adquirir um bom torcicolo e ralar as costas queimadas.

O dia termina com uma boa rodada de tranca e uma briga em família.

Todo mundo vai dormir bêbado e emburrado, babando na fronha e
torcendo, pra que na manhã seguinte, faça aquele sol e todo mundo
possa se encontrar no mesmo inferno tropical...



-Luíz Fernando Veríssimo

30 de janeiro de 2012

O mau elemento.



Eu olho pra sua tatuagem e pro tamanho do seu braço e pros calos da sua mão e acho que vai dar tudo certo.
Me encho de esperança e nada.
Vem você e me trata tão bem. Estraga tudo.
Mania de ser bom moço, coisa chata.
Eu nunca mais quero ouvir que você só tem olhos pra mim, ok?
E nem o quanto você é bom filho. Muito menos o quanto você ama crianças.
E trate de parar com essa mania horrível de largar seus amigos quando eu ligo.
Colabora, pô.
Tá tão fácil me ganhar, basta fazer tudo pra me perder.
E lá vem ele dizer que meu cabelo sujo tem cheiro bom. E que já que eu não liguei e não atendi, ele foi dormir.
E que segurar minha mão já basta. E que ele quer conhecer minha mãe.
E que viajar sem mim é um final de semana nulo.
E que tudo bem se eu só quiser ficar lendo e não abrir a boca.
Com tanto potencial pra acabar com a minha vida, sabe o que ele quer? Me fazer feliz.
Olha que desgraça. O moço quer me fazer feliz.
E acabar com a maravilhosa sensação de ser miserável.
E tirar de mim a única coisa que sei fazer direito nessa vida que é sofrer. Anos de aprimoramento e ele quer mudar todo o esquema.
O moço quer me fazer feliz. Veja se pode.
E aí passa a maior gostosa na rua e ele lá, idolatrando meu nariz.
E aí o celular dele toca e ele, putz, perdeu a ligação porque demorou trinta mil horas pra desvencilhar os dedos do meu cabelo.
Com tanto potencial pra me dar uns tapas, o moço adora me fazer carinho com a ponta dos dedos.
Não dá, assim não dá.
Deveria ter cadeia pra esse tipo de elemento daninho. Pior é que vicia.
Não é que acordei me achando hoje? Agora neguinho me trata mal e eu não deixo. Agora neguinho quer me judiar e eu mando pastar.
Dei de achar que mereço ser amada. Veja se pode.
Trinta anos servindo de capacho, feliz da vida, e aí chega um desavisado com a coxa mais incrível do país e muda tudo. Até assoviando eu tô agora. Que desgraça.
Ontem quase, quase, quase ele me tratou mal. Foi por muito pouco. Eu senti que a coisa tava vindo. Cruzei os dedos. Cheguei a implorar ao acaso. Vai, meu filho. Só um pouquinho. Me xinga, vai. Me dá uma apertada mais forte no braço. Fala de outra mulher. Atende algum amigo retardado bem na hora que eu tava falando dos meus medos. Manda eu calar a boca. Sei lá. Faz alguma coisa homem!
E era piada. Era piadinha. Ele fez que tava bravo. E acabou. Já veio com o papo chato de que me ama e começou a melação de novo. Eita homem pra me beijar. Coisa chata.
Minha mãe deveria me prender em casa, me proteger, sei lá. Onde já se viu andar com um homem desses.
O homem me busca todas as vezes, me espera na porta, abre a porta do carro. Isso quando não me suspende no ar e fala 456 elogios em menos de cinco segundos.
Pra piorar, ele ainda tem o pior dos defeitos da humanidade: ele esqueceu a ex namorada.
Depois de trinta anos me relacionando só com homens obcecados por amores antigos, agora me aparece um obcecado por mim que nem lembra direito o nome da ex.
Fala se tão de sacanagem comigo ou não?
Como é que eu vou sofrer numa situação dessas? Como? Me diz?
Durmo que é uma maravilha. A pele está incrível. A fome voltou. A vida tá de uma chatice ímpar.
Alguém pode, por favor, me ajudar? Existe terapia pra tentar ser infeliz? Outro dia até me belisquei pra sofrer um pouquinho.
Mas o desgraçado correu pra assoprar e dar beijinho.

-Tati Bernardi

Você é....


"Você é os brinquedos que brincou, as gírias que usava, você é os nervos a flor da pele no vestibular, os segredos que guardou, você é sua praia preferida, Garopaba, Bombinhas, Ipanema.
Você é o renascido depois do acidente que escapou, aquele amor atordoado que viveu, a conversa séria que teve um dia com seu pai, você é o que você lembra.
Você é a saudade que sente da sua mãe, o sonho desfeito quase no altar, a infância que você recorda, a dor de não ter dado certo, de não ter falado na hora.
Você é aquilo que foi amputado no passado, a emoção de um trecho de livro, a cena de rua que lhe arrancou lágrimas, você é o que você chora. 
Você é o abraço inesperado, a força dada para o amigo que precisa, você é o pelo do braço que eriça, a sensibilidade que grita, o carinho que permuta.
Você é as palavras ditas para ajudar, os gritos destrancados da garganta, os pedaços que junta, você é o orgasmo, a gargalhada, o beijo, você é o que você desnuda. 
Você é a raiva de não ter alcançado, a impotência de não conseguir mudar, você é o desprezo pelo o que os outros mentem, o desapontamento com o governo, o ódio que tudo isso dá.
Você é aquele que rema, que cansado não desiste, você é a indignação com o lixo jogado do carro, a ardência da revolta, você é o que você queima. 
Você é aquilo que reinvidica, o que consegue gerar através da sua verdade e da sua luta, você é os direitos que tem, os deveres que se obriga.
Você é a estrada por onde corre atrás, serpenteia, atalha, busca, você é o que você pleiteia.
Você não é só o que come e o que veste. Você é o que você requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê. Você é o que ninguém vê."


- Martha Medeiros

29 de janeiro de 2012

Alguém...



Há certas horas, em que não precisamos de um Amor...
Não precisamos da paixão desmedida... Não queremos beijo na boca... E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama...
Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado...
Sem nada dizer...
Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presença amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir...
Alguém que ria de nossas piadas sem graça... Que ache nossas tristezas as maiores do mundo... Que nos teça elogios sem fim...
E que apesar de todas essas mentiras úteis, nos seja de uma sinceridade inquestionável...
Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado...
Alguém que nos possa dizer: Acho que você está errado, mas estou do seu lado..
Ou alguém que apenas diga: Eu estou aqui.

27 de janeiro de 2012

Perdão


Perdoe e esqueça.
É o que todos dizem.
É um bom conselho, mas não é muito prático.
Quando alguém nos magoa, queremos magoá-los de volta, queremos feri-los.
Quando alguém nos engana, queremos ter razão.
Sem perdão, velhas rixas nunca são resolvidas.
Velhas feridas nunca cicatrizam.
E o máximo que podemos esperar é que um dia tenhamos a boa sorte de esquecer.


23 de janeiro de 2012

O melhor Coringa.

E quem é que nunca assistiu na sessão da tarde Coração de Cavaleiro?
Bom, hoje faz 4 anos que um dos melhores atores do cinema morreu.
Com uma lista de filmes maravilhosos, Heath Ledger nos deixou cedo.
Não estando aqui nem pra receber o Oscar de melhor ator por Coringa.


O Bonitão morreu inesperadamente em 22 de Janeiro de  2008 por overdose de medicamentos.
No discurso de agradecimento do Oscar de 2009, Christopher Nolan, diretor de Batman - O Cavaleiro das Trevas, afirmou que Heath Ledger deixará eternamente saudade, mas nunca será esquecido.
Jack Nicholson, que interpretou o Coringa em Batman (1989), comentou que "avisou" Ledger do perigo de interpretar o personagem.
Na época das filmagens, o ator confessou que não conseguia dormir desde que começou a interpretar o Coringa. "Não consigo parar de pensar. Meu corpo está exausto e minha mente ainda trabalha", disse Ledger ao NY Daily.

Esse são outros filmes marcantes na carreira de Ledger.
Casanova.


 Os irmãos Grimm ao lado do também gato Matt Damon.


O mundo imaginário do Dr. Parnassus com o tudo do Johnny Depp e Jude Law. :D
Fica a dica pra quem ainda não assistiu, é muito bom.


E pra finalizar, deixou saudades. ♥

22 de janeiro de 2012

Johnny Depp em mais um personagem diferente.


Conhecido por seus papeis engraçados e diferentes, Johnny Depp vai protagonizar dessa vez um vampiro.
Mas não um vampiro qualquer, e sim Barnabas Collins.
O filme é baseado na série de televisão Dark Shadows da década de 60. E será dirigido por nada mais nada menos que Tim Burton, explicado o porque do papel ser do nosso queridinho.  :D
Como todos sabem os dois são super amigos.
O enredo do filme é bem legal, Barnabas é um vampiro amaldiçoado por uma bruxa e permanece anos adormecido e é surpreendido por uma nova realidade quando acorda. Collins passa a conhecer os remanescentes de sua estranha família em uma história que une diversos elementos fantásticos como bruxas, vampiros e fantasmas.

O filme marca a oitava colaboração cinematográfica entre Depp e Burton.


O elenco também traz Michelle Pfeiffer e Helena Bonhan Carter (esposa de Burton e com quem Depp já contracenou em "A fantástica fabrica de Chocolate", "A noiva cadáver", "Swenney Todd", "Alice no país das Maravilhas".


A estréia nos EUA está prevista para 11 de maio, ainda sem data anunciada para o Brasil. :(
Bom, estamos todos loooucos pra ver né?